Omã: Polinização de Tamareiras com IA e Drones

O período de polinização das tamareiras é muito curto, especialmente em grandes plantações. Existem muitas espécies de tamareiras, cada uma com diferentes espatas fêmeas (grandes brácteas que envolvem a inflorescência da tamareira). Estas flores não desabrocham ao mesmo tempo. Com métodos convencionais, deve-se trepar pelo menos três vezes em cada árvore para se garantir a polinização. É um processo demorado e laborioso, que comporta um alto risco de acidente. No entanto, se as tamareiras não forem polinizadas, a produção de tâmaras pode ser significativamente reduzida.

A Wakan Tech, uma startup omanense da área da inteligência artificial (IA), robótica e drones aplicados ao setor agrícola, tem uma solução. A empresa desenvolve tecnologias que possibilitam a governos, empresas produtoras de tâmaras e estabelecimentos agrícolas privados desenvolverem soluções inteligentes e econômicas, que oferecem eficácia, segurança e produtividade. "Nós acreditamos que a tecnologia de drones, robótica e na potência da IA pode oferecer a solução mais benéfica e conveniente tanto para os proprietários de explorações agrícolas como para nós mesmos", declara a empresa.

Drone operado por IA aproximando-se para polinizar uma tamareira. (Fotografia: Cortesia de Nizwa Farm, 1 Million Palm Tree Project – Diwan Royal Court)

Sobre a empresa

A Wakan Tech foi criada por Younis Al-Siyabi, engenheiro civil, e Malik Al-Toubi, engenheiro químico. Os sócios formaram-se na Universidade de Kentucky, EUA, e já tinham fundado outra empresa de drones e IA: a HAITCH-D. Ambos têm o certificado de piloto comercial de drones conferido pela Autoridade da Aviação Civil (CAA) do Reino Unido. A Wakan Tech é uma startup 100% possuída e operada por omanenses, e é a primeira empresa de Omã com pilotos comerciais de drones certificados pela CAA que oferece polinização aérea de tamareiras em escala comercial.

Younis Al-Siyabi e Malik Al-Toubi foram atraídos para esta área devido às lembranças de uma infância feliz no campo. Seu objetivo, com a criação da Wakan Tech, é usar tecnologias modernas para ajudar a preservar o patrimônio agrícola omanense e reduzir para os produtores de tâmaras a dependência da mão de obra estrangeira.

A empresa também quer incentivar os jovens omanenses a adotar as práticas agrícolas tradicionais do país em suas plantações.

Sobre a tecnologia

O drone operado por IA da Wakan Tech é dotado de tanque e bico especialmente projetados para otimizar a distribuição de pólen líquido a cada tamareira. Usando grupos de drones numa única plantação, o processo de polinização de cada árvore é 30 vezes mais rápido do que por meio de métodos convencionais. A solução da Wakan otimiza o pólen utilizado para cada árvore e oferece aos produtores significativos ganho de tempo e economia de custos. Além disso, os produtores não precisam mais contratar mão de obra extra para realizar esta tarefa, já que os drones são autônomos e operados por IA.

Direitos de propriedade intelectual

Reconhecendo a importância de proteger sua tecnologia com os direitos de propriedade intelectual (PI), em setembro de 2019, a empresa depositou um pedido de patente (OM/P/2019/000383) em Omã para um "Aparelho e novo método para polinizar tamareiras com drones". E com o intuito de proteger sua tecnologia em vários países, em novembro de 2019, a Wakan depositou um pedido de patente internacional (PCT/OM2019/050010) no âmbito do Tratado de Cooperação em matéria de Patentes (PCT).

Com o depósito de patentes, a Wakan Tech procura proteger:

  • sua solução inovadora para polinizar as tamareiras com drones;
  • os novos elementos técnicos de seu drone, que os adaptam à polinização (p. ex. tanque para fluidos, bicos, válvulas, etc.);
  • um método para preparar o fluido de polinização.

Os direitos da PI estão no centro da estratégia de negócios da Wakan Tech. Estes direitos possibilitam à empresa proteger os produtos desenvolvidos na área da polinização de tamareiras e também têm potencial para atrair investidores e o financiamento de que a empresa precisa para se expandir. A Wakan Tech está agora levando adiante seus planos de obter direitos de marca sobre seu produto e direitos de desenho ou modelo industrial sobre a forma de seu drone. O software aplicado ao drone também está protegido, por direito autoral.

"Na Wakan Tech, acreditamos que devemos incentivar as novas gerações a voltar a trabalhar nos campos que herdaram, com o uso da tecnologia. Nós sabemos que elas possuem um tesouro do qual não têm consciência, e que beneficiaria Omã e a região. As tamareiras fazem parte do patrimônio agrícola omanense. Os omanenses sempre tiveram uma forte relação com as palmeiras e as tâmaras continuam sendo uma das culturas mais populares de Omã. Por este motivo, tínhamos de usar tecnologias como os drones e a IA para facilitar o trabalho agrícola, como no caso da polinização, que é uma atividade arriscada e demorada. Nossa nova solução garante também colheitas de tâmaras de excelente qualidade", explica a empresa.

"Sendo uma empresa de soluções agrícolas tecnológicas, entendemos plenamente a importância de se inovar por um futuro verde. Estamos contribuindo para a redução dos riscos ambientais com produtos ecológicos, tais como o fluido polinizador. Prometemos criar mais produtos deste tipo no futuro", acrescenta.