Shenzhen Shokz: a tecnologia de condução óssea proporciona uma experiência sonora inédita

A maioria das pessoas associam os sons que ouvem à condução de ruído ou ar através do canal auditivo. Mas por que continuam a ouvir uma música quando seus ouvidos estão cobertos ou tapados. Ou ainda, a ouvir o som gerado pela escovação dos dentes ou pela mastigação de algum alimento crocante? Tudo isso é possível graças ao fenômeno de condução óssea, área em que a Shenzhen Shokz Co., Ltd., empresa de alta tecnologia da indústria eletrônica chinesa, vem atuando desde 2004. Com foco em áudio de comunicação profissional e acústica multimídia, os alto-falantes por condução óssea da Shokz se tornaram os favoritos dos principais distribuidores mundiais do setor.

(Fonte: Shokz.com)

Origem

Fundada em 2004 na cidade de Shenzhen, a Shokz pesquisa, desenvolve, projeta, produz e comercializa produtos eletroacústicos multipremiados. Graças ao compromisso assumido com a pesquisa e o desenvolvimento internos, desde 2007, a empresa tem se dedicado aos alto-falantes por condução óssea, acrescentando melhorias revolucionárias aos aparelhos. Em 2011, a empresa aplicou com sucesso a tecnologia aos fones de ouvido equipados com eletrônica de consumo, criando a marca Aftershokz, que passou a se chamar Shokz em dezembro de 2021, tendo se tornado uma das principais marcas de fones de ouvido para esportistas. Durante os últimos sete anos, a receita da empresa foi multiplicada por mais de 80.

O que é a tecnologia de condução óssea?

De acordo com o site da Shokz, a condução óssea consiste na transmissão de vibrações sonoras para os ossos da orelha interna (cóclea). Deste modo, o som chega diretamente à orelha interna do usuário, sem passar pelo tímpano. Na verdade, a condução óssea é um atalho para a percepção dos sons.

Como os fones de ouvido Shokz funcionam?

Diferentemente dos fones de ouvido convencionais, o Shokz transmite “vibrações sonoras através das maçãs do rosto”, graças à tecnologia de condução óssea patenteada pela empresa, explica o site.

(Fonte: Shokz.com)
  • Transdutores situados em ambos os lados do fone convertem os sinais de áudio em energia mecânica, ou vibração, a qual atravessa as maçãs do rosto e leva o som diretamente para o ouvido interno, contornando o tímpano. Isto significa que você escuta a música, mas continua a ouvir os sons do ambiente ao seu redor, o que torna o uso dos fones uma opção mais segura para a prática de atividades ao ar livre.
  • O design “open-ear” dos fones deixa as orelhas do usuário totalmente destapadas ou descobertas, proporcionando uma experiência confortável e indolor, além de oferecer uma maneira muito mais higiênica de ouvir música durante atividades físicas. Todos os fones Shokz são montados numa armação de titânio ultraleve.

Principais patentes e direitos de propriedade intelectual: construção de uma “muralha patentária” intransponível

Desde que começou a produzir bens de consumo, a Shokz tem visado o mercado internacional. Para isso, a empresa investiu no desenvolvimento de um sólido portfólio de direitos de propriedade intelectual (PI).

Até maio de 2022, a Shokz já havia depositado pedidos de mais de 1.500 patentes, 570 das quais já foram concedidas. As patentes mais importante e os direitos sobre desenhos industriais (patente de desenho industrial) foram obtidas em regiões e países como China, Austrália, Brasil, Europa, Índia, Japão, México, República da Coreia, Federação da Rússia e EUA, entre outros. Também foi solicitada proteção patentária na Colômbia, em Israel, na África do Sul e no Vietnã.

Para montar seu portfólio de direitos de PI, a Shokz utilizou o Tratado de Cooperação em Matéria de Patentes (PCT), que oferece procedimentos simples e econômicos para proteger suas tecnologias de última geração nos mercados internacionais por meio de patentes. Deste modo, a Shokz procura erigir uma “muralha patentária intransponível no campo da condução óssea”. A empresa poderá assim salvaguardar os avanços em P&D, manter a posição de liderança na área e se defender de maneira eficiente contra eventuais violações de seus direitos.

Fluxo de novos produtos: criação de um “conceito de categoria”

(Fonte: Shokz.com)

O lançamento da AfterShokz (atualmente Shokz) em 2011, marcou o início desta experiência acústica inédita para os praticantes inveterados de atividades esportivas, que proporcionava uma experiência sonora mais confortável e segura, possibilitando o aprimoramento do desempenho individual. Lançado em 2012, o Sportz foi o primeiro fone de ouvido de condução óssea com fio, tendo sido prontamente eleito um dos “Nove Produtos que Mudaram o Mundo” pela revista PCWorld. Um ano depois, foi a vez do Bluez, o primeiro fone de ouvido por condução óssea equipado com Bluetooth. A marca utilizou suas principais tecnologias, pesquisadas e desenvolvidas de maneira independente, como “Leak Slayer™” e “PremiumPitch™”, para aperfeiçoar o produto. A experiência do usuário continuou na mira da empresa, resultando no lançamento, em 2017, dos fones de ouvido esportivos revistos e atualizados Air. Em 2019, a marca lançou o Aeropex, carro-chefe dos fones de ouvido destinados a atividades esportivas ao ar livre.

Em 2020, a empresa lançou o Openmove, modelo para esportes ao ar livre, e Chris Froome, vencedor de quatro edições do Tour de France, foi convidado a ser o embaixador da marca. Foi um momento de mudança na abordagem da marca, que passou então a apostar na inclusão de embaixadores.

Dando prosseguimento ao desenvolvimento dos modelos esportivos, a marca lançou o leitor MP3 Openswim para natação em 2021 e convidou a detentora do recorde mundial feminino de nado costas, 50 metros, Liu Xiang, como embaixadora da marca. Nesse mesmo ano, foi assinado um contrato com Eliud Kipchoge, campeão mundial de maratona, além de terem sido depositados 610 pedidos de patente e 170 solicitações de registro de marca no mundo inteiro. Este ano, a empresa lançou a nona geração de modelos com tecnologia de condução óssea, o Shokz TurboPitch™, que proporciona graves de melhor qualidade e uma experiência sonora ainda mais agradável.

Tecnologia premiada

A Shokz conquistou vários prêmios prestigiosos por suas realizações nas áreas de tecnologia e design:

  • Prêmio de Inovação Tecnológica da CES (2020, 2019, 2017, 2014 e 2013);
  • Prêmio EDISON - Ouro (2014);
  • Prêmio de Melhores Invenções Yicai Global China (2017);
  • Prêmio IDEA - Bronze (2015);
  • Prêmio Good Design (2020, 2019, 2017 e 2016);
  • Prêmio Reddot Design (2021 e 2018);
  • Prêmio IF (2021 e 2020);
  • Prêmios de Ouro e Prata no 22º China Patent Awards e Design Awards (2021) – respectivamente.

No encalço de piratas de PI e fabricantes artesanais

Os direitos também permitiram que a empresa lutasse eficazmente contra os fabricantes artesanais, que copiam ilegalmente a tecnologia patenteada. A Shokz investe pesado no controle da utilização abusiva de seus direitos. A equipe de marketing e os advogados especializados em patentes monitoram regularmente o mercado para detectar o surgimento de produtos semelhantes aos da empresa. Posteriormente, a equipe responsável pelas patentes aprofunda as investigações. Os engenheiros de patentes, a equipe técnica e os advogados externos especializados em patentes da Shokz, por fim, confirmam, de maneira colegiada, se os produtos violam ou não as patentes. Caso seja detectada alguma violação, a parte infratora é solicitada a cessar a violação e indenizar a Shokz de diversas maneiras, de acordo com as perdas ocasionadas. Podemos citar, por exemplo, o pedido de remoção dos links para produtos pirateados, o envio de uma carta dos advogados da empresa ou, nos casos mais graves, a interposição de ação judicial.

Como dissuadir os piratas

Em 2021, a Shokz intentou mais de 200 ações judiciais contra mais de 20 fabricantes infratores para proteger mais de 20 patentes. Até o momento, 29 casos envolvendo oito réus foram concluídos com uma indenização acumulada de 400 mil renminbi. Outros casos foram resolvidos extrajudicialmente, e envolveram valores superiores a 1 milhão de renminbi. De fato, este processo tem sido muito dissuasivo para os fabricantes artesanais de imitações. Ele tem protegido o investimento em P&D da empresa e sua posição no mercado. Shokz enfrentou 24 ações judiciais de invalidade de patentes nos últimos dois anos, das quais 20 foram consideradas válidas ou parcialmente válidas e uma foi resolvida por meio de conciliação, o que demonstra a solidez dos direitos de patente da empresa.