Sobre o escritório da OMPI no Brasil

Estamos localizados no Rio de Janeiro e contamos com uma equipe de profissionais dedicados ao fornecimento de informações, assistência e serviços de alta qualidade a todos os interessados em propriedade intelectual no Brasil.  Nosso objetivo é melhorar a compreensão da propriedade intelectual (PI) para políticas públicas e estratégias empresariais, ao mesmo tempo em que auxiliamos a estruturação de instituições e autoridades administrativas modernizadas, voltadas à prestação de serviços de PI.  Além disso, buscamos reforçar o desenvolvimento de competências em PI por parte de empresários, criadores, inovadores, negociadores e pesquisadores.

José Graça Aranha, Diretor Regional do Escritório da OMPI no Brasil (foto: OMPI)

Atividades

Nossas atividades incluem:

  • o fortalecimento da oferta e/ou do conhecimento sobre os serviços e tratados da OMPI;
  • a promoção e participação em iniciativas de conscientização sobre o uso do sistema de PI;
  • a assistência e consulta ininterruptas sobre assuntos relativos à PI no Brasil, por meio da Central de Atendimento ao Cliente da OMPI;
  • a colaboração com outras organizações internacionais (PNUD) em um projeto para promover o conhecimento sobre PI na área de transferência de tecnologias.

Também implementamos dois projetos principais com o apoio e fundos fiduciários do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI):

  • Projeto de Cooperação Técnica: dedicado à promoção de uma melhor compreensão do sistema de PI no Brasil e à adoção dos mais modernos procedimentos técnicos e administrativos por parte das instituições brasileiras.
  • Programa de parceria para promoção da Cooperação Sul-Sul: centrado na expansão e estímulo da capacidade dos países em desenvolvimento de extrair valor dos bens de PI.

Histórico do escritório

Em 2009, o governo brasileiro e a OMPI assinaram um acordo para criação do escritório no Brasil. Desde 2009, organizamos inúmeras atividades para a promoção da propriedade intelectual. Além disso, trabalhamos na obtenção de recursos orçamentários extras e atualmente administramos dois acordos de fundos fiduciários, assinados com o governo brasileiro, para atividades relacionadas à cooperação técnica e à Cooperação Sul-Sul.

A cada ano, o governo e a OMPI estabelecem um programa conjunto de atividades para auxiliar o Brasil e Estados-membros por meio do acordo Sul-Sul.